Trombose parcial no tronco da veia porta

Jan de 2016.

Aluna: Andréa A. Romano de Souza Rodrigues

 

Orientador: Prof. Dr. Rodrigo M Jales

                                                                                                                                                                                                         


Mulher, 34 anos,  com diagnóstico recente de câncer de mama metastático ( metástase óssea para o esterno) e antecedente de tratamento de Leucemia Linfóide Aguda há 9 anos.

Mamografia na incidência mediolateral-obliqua mostrando calcificações com distribuição segmentar e morfologia pleomórfica fina e linear ramificada. Presença de marcador metálico no sítio da lesão.

 

Solicitados exames de tomografia computadorizada do tórax e do abdômen para estadiamento do câncer de mama.

Tomografia helicoidal multislice de abdômen com contraste

Cortes coronal e axial  (fase portal) mostrando falha de enchimento no tronco da veia porta: trombose parcial.

 


 

Discussão:

A trombose da veia porta é um achado comum a diversas patologias. Do ponto de vista da imagem é importante diferenciar se a trombose é completa ou incompleta, já que a trombose completa costuma ser crônica e associada a transformação cavernomatosa da veia porta. Além disse, também é possível diagnosticar pela tomografia a trombose tumoral. Esses casos costumam estar relacionados a carcinoma hepatocelular e ao realce do trombo pelo meio de contraste.

Do ponto de vista clínico é importante definir se a trombose é relacionada ou não à cirrose hepática. Pacientes cirróticos com trombose da veia porta usualmente possuem manifestações de hipertensão portal (ascite, varizes, encefalopatia). Em pacientes não cirróticos a trombose portal em geral acompanha dor abdominal e varizes, mas não ascite.

No Caso descrito, a trombose parcial da veia porta diagnosticada em uma mulher de 34 anos, sem patologia hepática conhecida, provavelmente está relacionada aos  antecedentes de neoplasias malignas, que podem ser associadas a hipercoagulabilidade.  Nos pacientes oncológicos, a trombofilia pode se manifestar por tromboflebite migratória,  microangiopatia trombótica ou  trombose venosa profunda dos membros ou da veia porta. Dessa maneira, o tromboembolismo é uma causa frequente de morte nesses pacientes.

Outro fator importante relacionado ao caso apresentado é que ele ilustra o fato de sobreviventes à leucemia linfóide aguda terem um aumento significativo do risco de desenvolverem um outro câncer, mesmo após decádas desde os tratamento.


Conduta: Essa paciente foi tratada com  rivaroxabana (antitrombótico inibindo a ação do fator de coagulação Xa) e encaminhada à quimioterapia neoadjuvante.


 

A seguir um exemplo, em outro paciente, de trombose tumoral da veia porta. Notar a porção contrastada do trombo (marcada em vermelho na imagem à direita). Esse outro paciente tem antecedente de cirrose hepática e carcinoma hepatocelular.

 


Fonte: Acervo didático  de Imaginologia do CAISM e do HC-Unicamp

 

Ténico de radiologia: Wagner Paulo da Silva


Referências:

Boyer TD. Management of Portal Vein Thrombosis. Gastroenterology & Hepatology. 2008;4(10):699-700. Nolte JES & Paz Z.; Portal Vein Thrombosis in a Patient with Breast Carcinoma. Israel Medical Association Journal, 2009, May 11(5): 315-6.

John Wiley & Sons Ltd. 648. Guideline on aspects of cancer-related venous thrombosis. British Journal of Haematology, 2015, 170, 640–648

Maule M., Scelo G., Pastore G, et al. Risk of Second Malignant Neoplasms After Childhood Leukemia and Lymphoma: An International Study. Journal of National Cancer Institute 2007; 99(10): 790-800.

 

 


Referência:

Boyer TD. Management of Portal Vein Thrombosis. Gastroenterology & Hepatology. 2008;4(10):699-700. Nolte JES & Paz Z.; Portal Vein Thrombosis in a Patient with Breast Carcinoma. Israel Medical Association Journal, 2009, May 11(5): 315-6.

John Wiley & Sons Ltd. 648. Guideline on aspects of cancer-related venous thrombosis. British Journal of Haematology, 2015, 170, 640–648

Maule M., Scelo G., Pastore G, et al. Risk of Second Malignant Neoplasms After Childhood Leukemia and Lymphoma: An International Study. Journal of National Cancer Institute 2007; 99(10): 790-800.

 

Citar esse artigo (NBR 6023)

Trombose parcial no tronco da veia porta. Dr.Pixel. Campinas. 2016. Disponível em: https://drpixel.fcm.unicamp.br/conteudo/trombose-parcial-no-tronco-da-veia-porta. Acesso em: 08 Dez. 2019