Carcinoma ductal invasivo - descrição de um caso

Jan de 2016.

Autora: Mariana Meira Vieira

Orientadora: Prfa. Dra. Beatriz Regina Alvares

                                                                                                                                                                                                        


 

História clínica

Paciente do sexo feminino, 66 anos, encaminhada para o CAISM por alteração em exame mamográfico.

Queixa: relata mastalgia em mama esquerda, nega apresentar descarga papilar, alterações de pele e/ou mamilo e nódulos palpáveis na mama esquerda. Nega sinais e sintomas na mama direita.

Achados de exame físico: mamas semiologicamente normais e axilas livres.

Antecedentes familiares: sem antecedentes familiares para câncer de mama.

Imagens do Caso

Descrição da imagem

Mamografia unilateral esquerda

No quadrante súpero lateral, observam-se grupamentos de microcalcificações pleomórficas.

 

Conduta

Agulhamento mamográfico. Resultado anatomopatológico: carcinoma ductal invasivo grau histológico III e grau nuclear 3, do tipo apócrino. Múltiplos focos de carcinoma ductal in situ grau nuclear 3, dos tipos sólido e comedo, com microcalcificações. Margens cirúrgicas focalmente envolvidas por carcinoma ductal in situ.

Diagnóstico

Carcinoma ductal invasivo.

Discussão

O câncer de mama representa a principal causa de morte por câncer entre as mulheres no mundo. Entre os tipos histológicos de câncer mamário, o carcinoma ductal invasivo apresenta a maior prevalência.

.

Os sinais clínicos do câncer de mama compreendem alterações cutâneas como dor, abaulamentos ou retrações de mamilo e pele, secreção anormal no mamilo e nódulos mamários e/ou axilares palpáveis.

Para a detecção do câncer mamário, a mamografia é considerada um exame de alta eficiência, já que possibilita a identificação de alterações não perceptíveis ao exame clínico, como microcalcificações. Por estes motivos, a mamografia é adotada no rastreamento do câncer mamário devendo ser realizada em mulheres assintomáticas, em períodos regulares.

 Nos casos em que não é feita a detecção precoce do câncer mamário, estes sinais clínicos podem representar a primeira percepção de uma anormalidade já numa fase em que esta neoplasia se encontra em estágio avançado, como no caso da paciente em questão.


Fonte: Acervo didático da Seção de Imaginologia do CAISM/UNICAMP

Fotógrafo: Neder Piagentini do Prado: ASTEC/CAISM/UNICAMP.


Referencias

-Jamal A et al. Global cancer statistics.  CA Cancer J Clin 2011; 61(2):69-90.

-Instituto Nacional do Câncer. Documento de consenso [Internet]. Brasil. 2004. Disponível em: <http://www1.inca.gov.br/publicacoes/consensointegra.pdf>. Acessado em 25 de junho de 2015.

. Carcinoma ductal invasivo - descrição de um caso. Dr.Pixel. Campinas: Dr Pixel, 2016. Disponível em: https://drpixel.fcm.unicamp.br/conteudo/carcinoma-ductal-invasivo-descricao-de-um-caso. Acesso em: 20 Mai. 2022