Rolha meconial

Jul de 2016.

Autora: Dra. Aya Fukuda

Orientadora: Profa. Dra. Beatriz Regina Alvares

                                                                                                                       


História Clínica

            Recém nascido a termo, sexo feminino, com 10 horas de vida iniciou quadro de vômitos biliosos, em grande quantidade. Na noite do primeiro dia de vida, manteve episódios de vômitos e não apresentou  evacuação. Foi internada na UTI neonatal, com 24 de vida, apresentado abdome semigloboso, pouco distendido de forma uniforme, ruídos hidroaéreos presentes e diminuídos, sem peristalse visível, sem massas palpáveis, fígado palpável a 1-2 cm do RCD, baço não palpável, dor à palpacão leve, provocando vômitos biliosos em pequena quantidade. Ânus pérvio.

            Após avaliação clínica do RN foi formulada a hipótese diagnóstica de obstrução intestinal baixa do recém-nascido, sendo realizados em seqüência, radiografias simples de abdome e clister opaco.

            Após a realização do enema opaco o RN evacuou abundantemente, sendo realizada algumas horas depois,  nova radiografia simples de abdome.

            O RN evoluiu com melhora dos sintomas abdominais (abdome flácido) e melhora da desidratação, recebendo alta com retorno ambulatorial.

 


 

Imagens do caso

Imagem 1: Radiografia simples de abdome realizada com raios verticais evidenciou distensão generalizada de alças  intestinais, com predomínio de cólon ascendente e transverso. 

 

Imagem 2: O enema opaco demonstrou intestino grosso dilatado com falhas de enchimento em todos os seus segmentos, caracterizando rolhas de mecônio.

 

Imagem 3: Radiografia simples de abdome efetuada algumas horas depois, não demonstrou mais contraste no intestino grosso. As alças intestinais não apareceram mais distendidas.


 

Diagnóstico

Síndrome da Rolha Meconial.

 


Discussão

            A Síndrome da Rolha Meconial é caracterizada pelo retardo na eliminação meconial por mais de 48 horas de vida (1), distensão abdominal progressiva, recusa alimentar e vômitos. Ao exame físico, através da palpação abdominal, podem-se constatar alças intestinais dilatadas.(2)

            Acredita-se que a causa esteja relacionada com a imaturidade do plexo nervoso mioentérico (1), determinando uma obstrução de causa benigna, resolvendo-se após estímulo retal ou realização de enema opaco. (3) Assim, diferencia-se de outras etiologias obstrutivas, como a Doença de Hirschsprung, a qual deve ser suspeitada, pelos achados radiológicos característicos do clister opaco ou caso a função intestinal permaneça anormal mesmo após a eliminação das rolhas de mecônio.(4)

             A Síndrome da Rolha Meconial consiste em um dos diversos diagnósticos diferenciais para a obstrução intestinal baixa do recém nascido, com incidência estimada em um caso para cada 500 a 1000 neonatos, sendo mais comum em filhos de mães diabéticas. (2)

            A radiografia simples de abdome costuma evidenciar alças intestinais dilatadas e o clister opaco demonstra reto e cólon de tamanhos preservados, com falhas de preenchimento ao longo dos diversos segmentos do intestino grosso, compatíveis com as rolhas meconiais. (5) Após o clister opaco, que deve ser realizado com contraste iodado isotônico, na proporção de 30% de contraste iodado e 70% de soro fisiológico, o RN costuma evacuar abundantemente, com regressão dos sintomas obstrutivos e normalização dos achados radiológicos, possibilitando o diagnóstico diferencial com a Doença de Hirschsprung. (5)

      


       

Fonte

 Acervo didático da Seção de Imaginologia do CAISM/UNICAMP

 


 

Fotógrafo

 Neder Piagentini do Prado: ASTEC/CAISM/UNICAMP.

 


 

Referências

1. Vinocur DN, Lee EY, Eisenberg RL. Neonatal intestinal obstruction. American Journal of Roentgenology 2012; 198(1), W1-W10.

2. Loening-Baucke V, Kimura K. Failure to pass meconium: Diagnosing intestinal obstruction. Am Fam Physician. 1999; 60:2043–50

3. Keckler SJ, St Peter SD, Spilde TL et-al. Current significance of meconium plug syndrome. J. Pediatr. Surg 2008; 43 (5): 896-8.

4. Ellis DG, Clatworthy HW. ,Jr The meconium plug syndrome revisited. J Pediatr Surg. 1966; 1:54–61.

5. Berrocal T, Lamas M, Gutieérrez J et-al. Congenital anomalies of the small intestine, colon, and rectum. Radiographics. 1999; 19 (5): 1219-36.

Citar esse artigo (NBR 6023)

Rolha meconial. Dr.Pixel. Campinas. 2016. Disponível em: https://drpixel.fcm.unicamp.br/conteudo/rolha-meconial. Acesso em: 11 Ago. 2020